Notícias

Flor da Serra do Sul, PR °min °max

Terraplanagem beneficia propriedade da linha Tatetos

Na semana passada a Secretaria de Obras do município de Flor da Serra do Sul concluiu os trabalhos de terraplanagem na propriedade do agricultor Valdemar Minotto, na linha Tatetos. Valdemar está no Tatetos há 8 anos, contudo, seu filho Marcelo já trabalha no local há mais de 15.

A família trabalha com a produção de grãos: soja, milho e na safrinha costumam cultivar feijão. A área cultivada é de 85 alqueires. “Vamos montar um barracão e um silozinho, com secador e balança” explica Valdemar contando que ano passado colheram feijão na safrinha e não conseguiram aproveitar tudo, justamente por não ter quem secasse. “Levamos o feijão secar numa cooperativa de soja e milho, acabou estragando. Se montarmos o secador, além de secar a nossa produção vamos secar para os vizinhos” diz Valdemar revelando que em 2019 cultivaram 16 alqueires de feijão, uma produção estimada em 1.000 sacas, mas com o problema de secagem a produção caiu para 800 sacas.

Ano passado a saca de feijão chegou a ser comercializada a mais de R$ 400, contudo produtores que tiveram dificuldade na colheita, especialmente em época de chuva, se obrigaram a vender a saca a R$ 60.

Segundo o secretário de Agricultura Kiko Lubachevski as máquinas da prefeitura trabalharam por quatro dias na propriedade dos Minotto. “O trabalho que foi feito aqui é através do programa Porteira à Dentro, que visa melhorar as condições de trabalho dos nossos agricultores melhorando a renda das famílias e contribuindo para o movimento econômico do município. Já a prefeita Lucinda Ribeiro parabeniza a família Minotto pelo investimento, “É de agricultores assim que o município precisa, gente que investe na sua propriedade procurando sempre melhorar de vida”.

Na última semana várias máquinas da prefeitura, entre elas, patrola, duas caçambas, carregadeira, rolo-compactador trabalharam na terraplanagem e cascalhamento. Valdemar Minotto também explica que parte dos serviços feitos foi através da prefeitura e outra parte através de máquinas particulares, contratadas pela família. Ainda este ano será construído um barracão de 20x20m², custo estimado em R$ 140 mil. Para 2021 está previsto a instalação de uma moega com secador e uma balança.